Você não adicionou nenhum item ao seu pedido

Total: R$ 0,00

em 20 Ago
  • Categoria: Aprendendo Sobre Café

O prazer de apreciar um bom café começa bem antes do primeiro gole. Da escolha dos grãos, da moagem, dos cuidados com a água até os diferentes métodos de extração do café fazem toda a diferença. A cada escolha, experiências e sabores únicos estarão presentes.


De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), a adição de água quente ao café torrado e moído, produzindo então a bebida café, é um processo chamado de infusão, e pode ocorrer por filtragem, percolação, prensagem ou pressão. 


Segundo a ABIC, que lista regras fundamentais para o preparo da bebida, o café recém torrado tem mais sabor e quanto maior a qualidade do café, maior é a extração e melhor o sabor da bebida.


No Brasil, o café coado, seja com coador de pano ou de papel, e o café espresso estão entre  os mais populares. Mas existem inúmeros outros métodos de extração do café que já são conhecidos e ganham cada vez mais espaço nas cafeterias e nos lares dos brasileiros.


Separamos 10 diferentes métodos de preparo do café para fazer em casa e/ou colocar no cardápio da sua cafeteria. 


Com estas variações, é possível chegar a sabores mais suaves, mais fortes, mais ácido e agradar diferentes paladares

Métodos de extração: escolha a sua forma de preparar o café

Filtros - pano, papel e inox


É o famoso café passado ou café coado. O café é depositado no filtro de papel, inox ou pano e logo após a água é depositada delicadamente por cima do café. 


Vale lembrar que a água jamais deve estar fervida e, sim, a uma temperatura entre 75 e 80 graus celsius. 


Moagem ideal: Média para fina (um pouco mais fina que o açúcar ou sal de mesa, mas ainda dá pra notar a diferença de grãos).

Espresso 


O preparo do café espresso acontece por pressão. Nesse caso, o café é moído na hora: máquinas automáticas fazem a moagem ou você precisa moer e colocar o pó no filtro da máquina de espresso


Em seguida, o pó recebe uma pressão e água aquecida a 90 graus por, aproximadamente, 20 segundos.

Cafeteira Italiana (Moka)


A cafeteira à pressão possui três partes: a de baixo, em que se deposita a água, a do meio, em que fica o pó do café, e a parte superior, onde ficará a bebida já pronta.


Com esse método, o recipiente esquenta e a pressão desloca o vapor de água para a parte superior. É preciso desligar o fogo assim que a água começar a ferver.


Moagem ideal: moagem média e tirar a cafeteira do fogo para parar a extração

Kalita Wave


O Wave da marca japonesa Kalita é um método que consiste em um porta-filtro e um filtro especial de papel ondulado (com 20 ondas), que lembra um “brigadeiro gigante”.


Os diferenciais deste tipo de café filtrado são justamente o filtro, que entra pouco em contato com a parede do porta-filtro - que pode ser de aço inox, vidro e cerâmica -; e pelo fundo, reto, que possui três pequenos furos, limitando a vazão de queda do café e garantindo uma infusão mais prolongada do que com outros porta-filtros.


Moagem ideal: moagem média ou média-grossa, variando de acordo com sua preferência - café mais encorpado, moagem média; café mais suave, moagem média-grossa.

Hario V60


Desenvolvida no Japão, o Hario V60 é um suporte para filtro feito geralmente em cerâmica.


Sua parte interna apresenta linhas espirais que facilitam a expansão do pó de café no momento em que a bebida é coada, além de uma abertura grande na base do coador que permite que a velocidade seja controlada. 


Assim, o café absorve a água durante o tempo necessário. O filtro de papel também é diferente, em formato de cone.


Moagem ideal: moagem média grossa (como açúcar cristal).

Prensa Francesa (French Press)


Sem a necessidade de filtros de papel ou eletricidade, o café fica em infusão por quatro ou cinco minutos. 


A prensa francesa permite que os óleos e sedimentos naturais façam parte da bebida. Há contato mais intenso entre a água e o café moído. 


Na preparação, a água quente e o pó são mexidos e deixados em repouso por alguns minutos. Logo após, a tampa é baixada lentamente e o grão é separado do café extraído.


Moagem ideal: média, consistente e uniforme. Se o filtro entope e o café sai turvo, provavelmente o pó foi moído fino demais. Já a quantidade de pó é de cerca de uma colher de café (de 7 a 8 gramas) para cada 200 ml. 

Syphon Coffee (globo ou globinho)


É um método de preparo por infusão, que funciona por meio do princípio de transferência térmica e vácuo. 


Criado em 1840 por um engenheiro naval escocês, é composto pelas seguintes peças: dois globos de vidro, sendo um deles como um funil, um filtro, a base e a chama.


Moagem ideal: moagem média grossa (como açúcar cristal).

Chemex


Inventada por um químico em 1941, tem seu formato único e afunilado onde o coador e o recipiente são interligados. 


Na Chemex, o café é coado em um filtro de papel grosso, dobrado em forma de cone que, depois de encaixado na garrafa e aberto, forma uma parede tripla em um dos lados.


Moagem ideal: moagem média grossa (como açúcar cristal).

Aeropress


A máquina Aeropress, criada em 2005 por um inventor de brinquedos nos Estados Unidos, tem um formato de cilindro. 


Extrai as propriedades do pó por pressão do ar, quebrando os sólidos e mantendo os óleos essenciais do café. A sua forma de preparo parece uma injeção.


Moagem ideal: Aeropress é poder variar a moagem. Se gosta de um café mais intenso, pode usar uma moagem fina e deixar em infusão por um minuto e meio antes de pressionar o êmbolo. Caso contrário, utilize uma moagem mais grossa e diminua o tempo antes de extrair a bebida.

Clever Dripper


Feito em acrílico de alta qualidade e com excelente acabamento, o diferencial desse método de preparo é que há uma espécie de sistema de controle de fluxo do café - uma válvula que bloqueia o fluxo da bebida. 


Com isso dá para brincar com o tempo e com a espessura da moagem, fazendo bebidas diferentes.


Moagem ideal: varie o preparo com granulagem e tempos de infusão diferentes.


Falamos um pouco sobre 10 formas diferentes para extração do café. Estes métodos de preparo são os  mais comuns aqui no Brasil. 


Se você quiser conhecer todos os detalhes destes métodos e outras formas de preparo, o Sebrae tem um manual completo com todos os tipos de extração do café. 


Confere as dicas e já separe alguns para experimentar em casa ou colocar no cardápio da sua cafeteria.


Se precisar de ajuda, procure a equipe da Brasitália aqui no site ou no empório para tirar suas dúvidas e te ajudar com os equipamentos e com a moagem do grão para cada método de extração!

Compartilhe:

Comentários ()

Ninguém comentou ainda, seja o primeiro.

Escreva seu Comentário